DE REPENTE, O AMOR

Como é bom estar nos braços de alguém que nos transmite paz, não vemos o tempo passar e sentimos apenas o bem que esse amor nos traz.

Nada pode ser melhor que um beijo nos lábios de alguém que desejamos. Pode ser sutil, ardente, quente ou molhado, ter gosto de menta, chocolate, morango, desde que seja intenso e nos faça perder o rebolado.

Como é bom ter alguém pra sonhar e encher a nossa vida de alegria. Ver nossas esperanças brotarem, mandando para longe os dias de nostalgia.

Nada pode ser melhor que a companhia de alguém especial, que tenha sempre um sorriso no rosto, que me acarinhe o coração e que nada tire seu humor magistral.

Devemos ter o dom da paciência e sem precipitação saber esperar, mantendo acesa a chama da esperança, acreditando sempre que seu amor irá chegar.

Deixemos sempre o coração preparado, pois o amor acontece quando menos esperamos, chega tão de mansinho que nem percebemos e quando nos damos conta já estamos amando.

Anúncios

Um pensamento sobre “DE REPENTE, O AMOR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s