ME DEIXAR AMAR

Os meus pensamentos, como folhas ao vento deixei-os voar…
Hoje, num corpo submisso, desejos subjugados me tiram o ar…
Vontades… Muitas perdidas que na calada da noite ousam despertar…
E nas mãos atrevidas, carícias contidas desejam tocar…
Me sinto querida e como doce menina
preciso pensar…
Que vontade que sinto de enganar o próprio tempo e só me deixar amar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s